CLICK HERE FOR THOUSANDS OF FREE BLOGGER TEMPLATES »

terça-feira, 9 de outubro de 2007

Acessórios que doem




Marcação no calendário..Terça feira..O entitulado " meu" dia para postar idéias e dicas sobre qualquer assunto referente a moda.Resolvo então falar de um assunto que me apaixono perdidamente cada instante que vejo um desenho rabiscado no corpo humano. Tatuagens.

Há milhões de anos atrás, a tatuagem já existia como forma de expressão da personalidade ou de indivíduos de uma mesma comunidade tribal.

Os primitivos se tatuavam para marcar os fatos da vida biológica: nascimento, puberdade, reprodução e morte. Depois, para relatar os fatos da vida social: virar guerreiro, sacerdote ou rei; casar-se, celebrar a vida, identificar os prisioneiros, pedir proteção ao imponderável, garantir a vida do espírito durante e depois do corpo.

Em toda parte do mundo, em toda tribo, em todas as comunidades as tatuagens foram inventadas e reinventadas de diversas maneiras, com diferentes propósitos e com diferentes técnicas.
Em pleno século XXI, foi- se o tempo que tatuagem representava rebeldia.De tão comum, virou um acessório de corpo, deixando as pessoas mais belas.

As tatuagens estão cada vez mais acessíveis a todos, não só artistas esbanjam seus adereços como pessoas comuns, como eu.

Por detrás de uma tatuagem pode conter um pedaço significativo na vida de uma pessoa, aquela lembrança que não quer ser esquecida, um sonho que sempre será lembrado, aquele " modismo" de adolescente, uma paixão avassaladora ou mesmo um simples desenho.
O que me fascina é que simples desenhos podem ter significados enormes para certas pessoas, e acabam- se tornando jóias. Tanto o preto como o colorido pintados nas tatuagens se transformam em ouro, prata.As estruturas, os símbolos, as formas geométricas são confeccionados, exclusivamente ou não, a partir do gosto e desejo do cliente.
Contar a própria história através de uma tatuagem é estar na moda.Só pode se considerar moda aquilo que passa pelo próprio conceito.Estar na moda depende de cada um.

Porém, todo cuidado é pouco na hora de fazer uma tatuagem.Não se engane pelo preço barato que certos estúdios de tatuagens, é melhor pagar a mais e ter seu desenho caprichado

Certifique-se da Higiene dos materiais, como agulha, luvas, tintas.
Conheça seu tatuador, pesquise sobre sua técnicas, olhe seus desenhos anteriores para ver se é realmente a arte dele que procura.

Recomendo o Estúdio Tatto Tradicional, localizado na Rua dos Pinheiros 1330.

Para aqueles que tem medo da agulha( para não dizer da dor), tatuagens de renna, tatuagens temporárias e novas formas de se tatuar, como canetas tatuadoras estão no mercado.Basta escolher a melhor maneira a seu agrado.


4 comentários:

Duda Izique disse...

imagina tatuar com esse vovô japa?
muito boa matéria helenda ! amo vc, vc escreve super bem. visitarei o blog sempre.
ps. excelente casting
ps2. 100 dolar mais o busão

Anônimo disse...

José Ernesto Flores

Tatuagens fantásticas!

Blog com muita personalidade.

Parabéns.

Gustavo Lopes disse...

Gostei da parte q vc falou q estar na moda depende de cada um, do próprio conceito. Gostei, pq hj é isso, e só isso, q a moda e a publicidade vendem. A idéia (ilusória) de auto-satisfação pela particularização de um todo. Assim, tanto moda quanto publicidade nada mais vendem do que a idéia de particularização. "Isso é a SUA cara", ou então, "é VC quem faz". Idéias individualizadoras q servem para todos (contraditório?). As tattoos estão o mais dentro disso possível. Vc faz uma tattoo q acha q é só sua, num lugar q só vc fez, mas na verdade, vc não está se diferenciando, e sim se incluindo nos "tatuados". A exclusão de um grupo, numa lógica mercantil extrema em q vivemos, é necessáriamente a inclusão num outro. Somos mercadoria nessa práxis mundial, e a tattoo é, de certa forma, a confirmação eterna disso. Ninguém está livre. Mas eu tb as tenho e adoro. Afinal, quem tá na chuva é pra se molhar.

Laura Andrews disse...

Ameeeei amiga!!! Quero fazer uma tatooooo...rs